Cinemateca Portuguesa reforça programação online

Com cinemas do país fechados, a Cinemateca Portuguesa anunciou que vai reforçar a programação online, com filmes portugueses e diversos conteúdos.

Por Lívia Martins

Em nota de imprensa, o diretor, José Manuel Costa, explica que a Cinemateca decidiu abrir “uma nova frente de contacto com o seu público”, através da página oficial da instituição, reforçando a presença de conteúdos de obras cinematográficas e relacionados com a história do cinema.

“Num período em que, para o bem de todos e de cada um, devemos manter-nos nas nossas casas, esta é a nossa forma de levar um pouco mais do que somos e do que fazemos aos que nos procuram”, afirma José Manuel Costa.

Esta “nova frente de contacto” com os espectadores é uma resposta da Cinemateca ao encerramento de todas as salas de cinema, tanto da rede comercial como da exibição independente, por causa do estado de emergência declarado para conter a pandemia do novo coronavírus.

Entre as longas-metragens disponíveis gratuitamente online estão, esta semana, “Os Verdes Anos” (1963), de Paulo Rocha, e “Lisboa, Crónica Anedótica” (1930), de Leitão de Barros.