Florian Schneider falece aos 73 anos

Florian Schneider morreu no início de Maio. Com 73 anos, o pioneiro da música electrónica não resistiu a um cancro. O local e data específica da morte do co-fundador dos Kraftwerk ainda não foram esclarecidas. De acordo com um dos seus colaboradores e a editora Sony Berlin, o óbito e o funeral ocorreram na semana passada.

Por Hugo Gomes

Florian Schneider nasceu em Dusseldorf a 7 de Abril de 1947. Cedo se revelou o seu talento para a música, começando a tocar flauta, guitarra e violino ainda na infância. O seu primeiro projecto musical, “Pissof” surgiu durante a adolescência. Despertado pelo experimentalismo do krautrock, Schneider viria a juntar-se a Ralf Hutter em 1968. Após integrarem os Organisation, o par viria a fundar os Kraftwerk em 1970.

O grupo definia a sua obra como “popular para as fábricas”. O instrumento de eleição de Schneider continuava a ser a flauta, embora modulado por efeitos electrónicos. O pico do sucesso viria no final dos anos 70 e início dos anos 80, com os álbuns Radio-Activity em 1975, Trans-Europe Express em 1977, The Man-Machine em 1978 e Computer World em 1981.