Mário Silva Carvalho vence prémio literário em Viana do Castelo

O escritor mealhadense Mário Silva Carvalho foi o vencedor da primeira edição do Prémio Literário Luís Miguel Rocha. A câmara municipal de Viana do Castelo atribuiu o prémio ao antigo bancário nesta Terça-feira. A obra decisiva para o júri foi o seu romance mais recente ““Crónica Menor de Robim da Flândria”

Por Pedro Maia Martins

Nascida na Pampilhosa em 1948, Mário Silva Carvalho licenciou-se em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. A sua carreira literária só viria a chegar após a sua reforma do sector bancário, no qual trabalhou desde a juventude.

Após os contos “O regresso de Artur” e o “O Brasileiro de Vizela”, Mário Silva Carvalho iniciou as escrita de romances de ficção histórica. A sua escrita valher-lhe-ia quatro prémios: Prémio Literário João Gaspar Simões, atribuído pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, com o romance “Diário de Um Carbonário”, em 2012, uma menção honrosa do Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa com o romance “A Amazona Portuguesa” em 2017 e a vitória na edição de 2018 do mesmo prémio com “O regresso a Quionga”.

O Prémio Literário Luís Miguel Rocha

A autarquia de Viana do Castelo decidiu criar o Prémio Literário Luís Miguel Rocha para homenagear o falecido escritor. Embora natural do Porto, Luís Miguel Rocha viveu na capital do Alto Minho desde a sua infância. Após a publicação de seis obras literárias, Luís Miguel Rocha viria a falecer a 26 de Março de 2015 com 39 anos.